Datas de Validade

7 Maio 2021

O crescimento da população mundial tem um impacto considerável no consumo de recursos do nosso planeta Terra. Por isso mesmo, é importante ter atenção ao consumo desses mesmos recursos, nomeadamente através da minimização do desperdício. Na tentativa de combater o desperdício alimentar, a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição lançou uma campanha que visa este mesmo problema. A campanha tem o nome de “Saber a diferença, faz a diferença” e visa esclarecer os cidadãos acerca dos diferentes tipos de prazos de validade dos alimentos. Esta campanha surge no seguimento de um estudo que mostra que apenas cerca de 40% dos cidadãos da União Europeia entendem estes conceitos. Além disso, o consumidor doméstico é responsável por cerca de 42% do desperdício alimentar.

Nesse sentido, e procurando ajudar a espalhar essa palavra de conhecimento, escrevemos este artigo que esclarece quais as diferenças entre os três tipos de prazos de validade que podem ser encontrados nos alimentos:

  • Consumir até;
  • Consumir de preferência antes de;
  • Consumir de preferência antes do fim de.

 

Consumir até dia/mês/ano

Este é o termo mais restritivo em termos de datas de validade de alimentos, ou seja, o alimento deverá ser consumido até ao prazo máximo indicado na embalagem (dia/mês/ano). Assim sendo, o alimento não deve ser consumido após essa data.

Este prazo restrito surge em alimentos biologicamente perecíveis como a carne fresca, os iogurtes ou o queijo fresco.

Consumir de preferência antes de dia/mês/ano

Este termo é apenas indicativo do período mínimo de durabilidade do produto e garante que o alimento preserva todas as suas propriedades até essa indicada na embalagem (dia/mês/ano). Isto significa que poderá consumir um produto fora deste prazo desde que o mesmo tenha sido sempre armazenado nas condições apropriadas.

O azeite, as bolachas e as massas são exemplos de alguns desses alimentos, pois tratam-se de alimentos que não são biologicamente perecíveis.

Consumir de preferência antes do fim de mês/ano

Este termo usado para indicar os prazos de validade dos alimentos é muito semelhante ao anterior e apenas difere no facto de que não indica um dia específico. Por isso mesmo, aplica-se a alimentos com prazos de validade muito superiores como é o caso dos congelados e dos enlatados. Neste caso, a forma de conservação faz com que o alimento possa ser conservado por um período muito mais elevado. Além disso, mesmo que esse prazo seja ultrapassado, o alimento pode ser consumido sem qualquer risco para a saúde, desde que tenha sido sempre armazenado nas condições requeridas.

 

Fonte: www.fciencias.com

Partilhar nas redes sociais